O Projeto

Pira na Notícia

Resumo do projeto:

Durante o ano de 2011, o grupo responsável por este projeto trabalhará junto a 20 adolescentes para juntos  produzirem notícias e informações relevantes para as juventudes a partir de sua realidade. A divulgação dos conteúdos será feita por meio de blogs, jornal mural, histórias em quadrinhos, do site Agência Jovem de Notícias e oficinas de comunicação para outros adolescentes. As coberturas jornalísticas serão realizadas nas diversas comunidades onde moram os integrantes do grupo além de eventos culturais da cidade. A proposta é que toda a ação aqui proposta possa ser desenvolvida em parceria com a Viração Educomunicação.

Histórico de atuação do grupo responsável pelo projeto:

O grupo responsável pelo projeto surgiu a partir da formação da Agência Jovem de Notícias da entidade Viração Educomunicação. A   Agência Jovem de Notícias (ainda em curso) reúne adolescentes de diversas organizações ou grupos juvenis que recebem duas vezes por semana uma formação em Educomunicação, com temas sobre a democratização dos meios de comunicação.

O encontro dos jovens e adolescentes de locais diversos da cidade de São Paulo na sede da Viração criou a vontade neste grupo de ter mais possibilidades de saídas e encontros, além das já previstas pela Viração, para realizar coberturas jornalísticas de eventos culturais para o público adolescente, incluindo aqueles que acontecem nas comunidades dos participantes do projeto.

Esta iniciativa de fazer comunicação para além do previsto no projeto da Viração surgiu quando, em 2010, o grupo formado realizou grandes coberturas jornalísticas em eventos como do  “II Fórum de Cultura Digital Brasileira”, da “Feira Preta”, do “Seminário Juventude em Diálogo” e das “Oficinas Itinerantes”  realizadas nas comunidades Capão Redondo e Parque Marengo. A “Oficinas Itinerantes” são ações em que os adolescentes são responsáveis por multiplicar formações que já receberam como: histórias em quadrinho, jornal mural e vídeo de bolso.

Em diversas ações, os projetos da Viração incentivam que os próprios jovens criem outros formatos de atuação em suas comunidades, cidades, conectados com suas realidades, elaborados e geridos pelos próprios jovens, fortalecendo sua formação como empreendedores sociais, cultura.

Por isso, a proposta tem um objetivo independente e capaz de criar outras formas e formatos de comunicação e de participação da juventude na cidade de São Paulo.

Abaixo um breve perfil sobre o grupo responsável pelo projeto:

Karina Lakerbai –  Tem 22, nascida na Rússia,  é formada em ciências sociais pela Universidade Federal de São Paulo com bacharelado e licenciatura. É voluntária da Viração desde julho de 2010. Também é atleta da Seleção Brasileira de Esgrima desde 2005.


Weslley Thiago do Nascimento
, tem 18 anos, mora na Parada de Taipas.
Cursa o  2º ano do ensino médio na Escola Estadual Jacobe Salvador Zveibin
Participa do Grupo de RAP Sentimentos há 3 anos e atua há 2 anos na Plataforma dos Centros Urbanos, uma iniciativa do Unicef voltada para a garantia dos direitos das crianças e adolescentes, como adolescente comunicador. Participa há 6 meses do Projeto Agência Jovem de Notícias.

Henrique Souza Andrande, tem 17anos, mora no Jardim Pantanal

Cursa o 2º ano do Ensino Médio na Escola Senador José Ermilho de Moraes

Participou da formação no Instituto Alana em Direito à Moradia.

Atualmente participa do ponto de Cultura Outras Palavras e atua há 2 anos na Plataforma dos Centros Urbanos, uma iniciativa do Unicef voltada para a garantia dos direitos das crianças e adolescentes, como adolescente comunicador.  Participa há 6 meses do Projeto Agência Jovem de Notícias.

Amanda de Paula Martins, tem18 anos e mora na Parada Inglesa

É voluntária  há dois anos na ONG Cires-Cidade Restaurada, onde realiza trabalhos com adolescentes na Comunidade Fazenda da Juta. Participa há 6 meses do Projeto Agência Jovem de Notícias.

Elisângela Nunes Cordeiro, tem 24 anos. Recifense.

Começou aos 12 na sua cidade, participando de um espaço de discussão em sua escola, o Fórum dos Alunos, percebeu que as demandas iam além dos bancos escolares e, junto com um grupo, organizou o Fórum da Juventude do Recife e a partir de 2003 começou acompanhar  o cenário da discussão de política pública de Juventude, atuando em diversas redes de discussão de políticas publicas, a nível municipal e nacional.

Atualmente cursa pedagogia e trabalha na Viração educomunicação onde atua como educomunicadora.

Justificativa:

Há uma grande demanda por parte de adolescentes e jovens em produzir mídia nos ambientes onde atuam. Estudos apontam para o fato de que jovens e adolescentes não se identificam nem são ouvidos na mídia grande. Um deles é o Relatório Infância na Mídia 2004, realizado pela Agência de Notícias da Infância (Andi), com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Diz o estudo que, raramente, a juventude figura entre os atores ouvidos nas matérias. Entre os 60 jornais brasileiros diariamente monitorados, as crianças e os adolescentes representam apenas 5,11% do total de fontes ouvidas, praticamente o mesmo índice de 2003. Nas revistas e suplementos juvenis dos jornais, a chamada Mídia Jovem, o índice chega a 37,46%.

Ao participar todas etapas da cobertura jornalística: desde a pauta até a publicação do conteúdo, os adolescentes tornam-se mais críticos em relação aos meios de comunicação. Ao buscarem informações em suas comunidades, os adolescentes passam a conhecer seu território, sua cultura e espalharem essas informações seja na escola, em seus grupos juvenis e outros espaços.

Objetivos a serem alcançados:

–                   Produção mensal de em média 20 notícias das comunidades;

–                   Cobertura mensal de 2 eventos pelos jovens;

–                   Dinamização do site da Agência Jovem de Notícias (www.agenciajovem.org.br), que é um site voltado para qualquer adolescente e jovem do país que queira postar notícias, coberturas etc;

–                   Fortalecimento de uma imagem positiva da juventude;

–                   Articulação em rede de adolescentes e jovens de entidades e grupos da cidade. São elas: Ação Comunitária, Cenpec, CEU Cantinho do Céu, Plataforma dos Centros Urbanos, Rede interferência, Outras Palavras, Ilú Obá,Sou da Paz, Escola Aprendiz,  IMARGEM, CDI, Rede E- jovem, GMM/ Ashoka, Pombas Urbanas, Cires- Cidade Restaurada, 4 Mundo e Viração Educomunicação.

–                   Ações de multiplicação em 10 escolas. Estas ações são realizadas pelos adolescentes do projeto que multiplicam aquilo que aprendem no projeto Pira na Notícia para outros públicos.

–                   Fortalecimento da ação de Jovens Comunicadores na produção e disseminação de notícias para/pela e com a própria juventude.

Plano de trabalho explicitando seu desenvolvimento e duração:

 

Neste projeto, a cada mês, os participantes farão duas coberturas de eventos.

Em alguns meses, como maio, setembro e novembro, os eventos já foram definidos pelo grupo responsável. Os outros eventos serão escolhidos por todo grupo.

Para cada cobertura a ser realizada, o grupo de adolescentes e jovens se encontra previamente na sede da Viração (espaço cedido para a realização das atividades) para pesquisar sobre os assuntos que circularão no local do evento, levantar pautas, nomes e contatos para possíveis entrevistados, além de dividirem entre eles as tarefas de cobertura.  Durante o evento, os adolescentes e jovens realizam entrevistas, produzem pequenas notas, tiram fotos. Parte do conteúdo apurado já é publicado na internet por meio de tecnologia 3G. O restante do conteúdo será trabalhado mais profundamente como reportagens em um encontro de edição. Os participantes do projeto divulgam em suas redes sociais, escolas e organização os endereços virtuais em que o público pode ler e ver as matérias feitas. O projeto também prevê a produção de outros meios de comunicação como fanzines, meio impresso de fácil circulação nas comunidades que nem sempre têm fácil acesso à internet. Estão previstas três edições de fanzines; uma para o Fórum Social São Paulo, outro para a III Conferência Nacional Livre Juventude e Comunicação e um último para ações do Dia da Consciência Negra.

Durante os 8 meses do projeto, o grupo responsável vai multiplicar os conhecimentos sobre como fazer uma cobertura jornalística, publicar em blog e editar um fanzine para 10 escolas públicas de Ensino Médio e/ou para as organizações que enviaram adolescentes para participar do projeto.

O grupo responsável fechou um acordo com a Viração Educomunicação de usar equipamentos como computadores, notebook, celular, gravadores de áudio e máquinas fotográficas tanto durante os encontros preparatórios quanto nas coberturas de evento.

 

 

 

Cronograma de atividades com data e local de realização

Maio a Dezembro de 2011

MAIO

–                   Reuniões de planejamento entre o grupo responsável;

–                   Rearticulação do grupo responsável com o grupo de 20 adolescentes que participam do projeto Agência Jovem de Notícias;

–                    Reunião com grupo responsável e grupo de 20 adolescentes. Estabelecimento de uma agenda de eventos de interesse para adolescência  para o ano de 2011

–                   mapeamento e conversa com as 10 escolas e/ou para as organizações que enviaram adolescentes para participar do projeto Pira na Notícia que receberão multiplicação

–                   JUNHO, JULHO, AGOSTO

–                   Preparação, cobertura e fechamento de 2 coberturas a serem escolhido por todo grupo

–                   5 multiplicações em escolas de Ensino Médio e/ou para as organizações que enviaram adolescentes para participar do projeto.

–                   SETEMBRO

–                   Preparação, cobertura e fechamento de cobertura para a II Conferência Nacional Livre Juventude e Comunicação

  1. Publicação do 2° fanzine sobre a II Conferência Nacional Livre Juventude e Comunicação

–                    Preparação, cobertura e fechamento de cobertura a ser escolhido por todo grupo

–                   1 multiplicação em escola de Ensino Médio e/ou para as organizações que enviaram adolescentes para participar do projeto.

–                   Preparação, cobertura e fechamento de cobertura no Fórum Social São Paulo

–                   Publicação do fanzines sobre o FSSP

–                   Preparação, cobertura e fechamento de cobertura a ser escolhido por todo grupo

–                   3 multiplicações em escolas de Ensino Médio e/ou para as organizações que enviaram adolescentes para participar do projeto.

–                   OUTUBRO

–                   Preparação, cobertura e fechamento de 2 coberturas a serem escolhido por todo grupo

–                   1 multiplicação em escola de Ensino Médio e/ou para as organizações que enviaram adolescentes para participar do projeto.

–                   NOVEMBRO

–                   Preparação, cobertura e fechamento de cobertura para eventos relacionados ao Dia da Consciência Negra (20 de novembro).

  1. Publicação do 3° fanzine sobre o Dia da Consciência Negra

DEZEMBRO

–                   Avaliação e fechamento do projeto.

Tempo de duração do projeto:

8 meses

Ficha técnica do projeto

Coordenadora: Elisangela Cordeiro – Cuida do andamento e aspectos gerais do projeto, incluindo acompanhamento administrativo e financeiro

Educador: Weslley Nascimento -Acompanha os encontros de preparação, as coberturas e os encontros de edição/ finalização.

Educadora: Amanda de Paula Martins–  Acompanha os encontros de preparação, as coberturas e os encontros de edição/ finalização .

Produtor   Cuida de aspectos logísticos, como alimentação, transporte, materiais e contatos para oficinas e coberturas.

Articulador de parcerias: Eric Andrade – Faz o diálogo e fecha as parcerias com as 10 escolas públicas que receberão as oficinas de multiplicação.

OBS: A equipe deste projeto trabalha coletivamente e as funções descritas acima podem funcionar em rodízio.

 

Orçamento

Item Valor unidade Quant.(mês ou unidade) Valor total
Recursos humanos      
Ajuda de custo para o grupo responsável para o projeto (transporte e alimentação) R$400,00 8 R$3.200,00
Materiais didáticos      
Impressão apostila R$50,00 40 R$2.000,00
Outros materiais pedagógicos (cartolina, lápis, caderno) R$50,00 5 R$250,00
Locação de espaço e equipamentos      
Compra de equipamentos
Custos de locação e administração de espaço
Telefone (convite, aviso, entrevistas) R$80,00 8 R$640,00
Divulgação e material gráfico      
fanzine R$0,20 10000 R$2.000,00
Camiseta (jovem comunicador) R$10,00 60 R$600,00
Cartão de visita R$0,50 400 R$200,00
Logística dos jovens      
Transporte (20 adolescentes X 2 encontros por semana X R$10,00 por adolescente) R$1600,00 6 R$9.600,00
Alimentação para o grupo de adolescentes R$480,00 6 R$2.880,00
Despesas bancárias (tarifa de manutenção) R$200,00
Total     R$21.570,00

 

Currículo da responsável:

ELISANGELA NUNES CORDEIRO

Fones: (11) 8214-4777

E-mail: elisnunes_1@hotmail.com

Idade: 24 anos                          Naturalidade: Brasileira

ESCOLARIDADE

Superior Cursando – Pedagogia

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Educomunicadora- Viração Educomunicação

Fevereiro de 2009- atualmente.

Educadora Social-Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto – CRECA TATUAPÈ-

Casa Dom Luciano.

Fevereiro de 2008 a Maio de 2010

Educomunicadora Escola Aprendiz- Formação de adolescentes.

Março a julho de 2009

Prefeitura da Cidade do Recife

Educadora Social – Secretaria de Política de Assistência Social

Formação de crianças e adolescentes na RPA 04.

Abril de 2007 – Junho de 2007.

Educadora de Jovens e Adultos – Secretaria de Educação, Esporte e Lazer – Gerência

de Educação de Jovens e Adultos – Projeto Brasil Alfabetizado.

Fevereiro de 2007 – Junho de 2007.

Animadora Social da GAC (Gerência de Animação Cultural)

Trabalho com formação Política de Jovens na Escola Municipal André de Melo.

Junho de 2006 – Janeiro de 2007.

Assessora de Juventude do Ginásio Geraldão Magalhães – Secretaria de Educação e

Esportes da Prefeitura do Recife.

Janeiro de 2005 – Junho de 2005.

Coordenadora de Juventude do Projeto Círculos Populares Esporte e Lazer –

Secretaria de Turismo e Esportes

Outubro de 2003 – Dezembro de 2004.

Animadora Cultural no DACD (Departamento de Atividades Culturais e Esportivas) da

Secretaria de Educação.

Arte Educadora na Escola Municipal Gilberto Freyre.

Janeiro de 2003 – Junho de 2003.

Coordenação do Fórum dos Alunos do DACD – Secretaria de Educação

Julho de 2001 – Julho de 2003.

Projeto Redes e Juventudes – Recife

Assessora da Coordenação

Projeto financiado pela Fundação Kellogg na SAVE THE CHILDREN/UK.

Maio de 2005 – janeiro de 2006.

TRABALHOS EM PESQUISA

Coordenação e atuação em campo na pesquisa “Juventude e Atitude! Qual é a

sua?”. Mapeamento dos grupos juvenis da cidade de Recife, realizado pelo Fórum

das Juventudes de Recife e financiado pela KELLOGG Foundation, com apoio da

Prefeitura do Recife, do Projeto Redes e Juventudes e do Instituto Paulo Montenegro.

Setembro de 2002 – março de 2004.

Arte Brincante para Educadores- Instituto Brincante- – 2010

Formação de Professores do Brasil Alfabetizado, Ministrado pelo Centro de

Estudos em Educação e Linguagem – UFPE e UPE – 2007

De extensão “A Diversidade è Legal”, ações estruturais pelo fim da violência contra

gays lésbicas e transgêneros nos campos da educação e da saúde. – ONG PAPAI,

GEMA, UFPE -2007.

Formação Política dividindo em quatro módulos: 1 Estruturas de Estado Brasileiro,

2 Condição Juvenil e Políticas publicas, 3 Monitoramento e Orçamento das políticas

publicas, 4 Mobilização Social, realizando pelo Projeto Redes e Juventudes, com

carga horária de 80 horas durante o período de junho a novembro de 2005.

Extensão “Políticas públicas e Gestão Local”,oferecido pelo observatório

Pernambuco de políticas publicas e praticas sócio Ambiental da UFPE, com carga

horária de 60 horas/ aula – 2004

Formação para trabalho com jovens promovido pelo Centro Paulo Freire da UFPE e

a Casa pe. Mellotto, com carga horária de 120 horas – 2003.

Formação em Pesquisa de Opinião – realizada pelo Centro Luiz Freire no âmbito

do projeto NEPSO (Nossa Escola Pesquisa Sua Opinião) em parceria com o Instituto

Paulo Monte Negro – SP, com carga horária de 200 horas, 2002-2003.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s